21 novembro 2007

Garantia
























se antes pudesse ver
a vida que teria pela frente
não o faria

erraria os mesmos desvios
tropeçaria os mesmos tombos
venceria os mesmo desafios para
chegar exatamente naquele mesmo lugar

não acredita em arrependimento
não quer mudar os passos dados
não quer saber dos próximos

só sabe que vai errar
que vai cair
que vai levantar
e seguir em frente
sem ninguém para segurar as mãos

e quando finalmente chegar
onde quer que seja essa chegada
terá a simples certeza de ter percorrido
o que chamam de
caminho

a este caminho vai chamar de vida
(uma vida só sua, como impressão digital)
e vai guardá-lo
com detalhes de fotografia

Um comentário:

Salvaterra disse...

e é bom segurar e pesar o valor de cada ferrugenzinha, de cada ruga, cada mancha de sangue e café, a anotação feita rápida e com carinho com caneta riscada forte, nessa fotografia chamada vida.